DTM

Rast toma ponta no início da corrida 2 em Zandvoort e vence 1ª da Audi no DTM em 2018. Farfus é 5º

René Rast anotou a primeira vitória da Audi na temporada em uma corrida onde o ritmo dos pneus foi a peça chave para a vitória. O atual campeão da categoria teve boa estratégia com uma parada no início da prova e garantiu a ponta sobre o pole Gary Paffett
Warm Up / Redação GP, de São José dos Campos
 René Rast conquista primeira vitória da Audi na temporada (Foto: Audi)

O fim de semana que parecia ser de Gary Paffett teve outro final neste domingo (15), na corrida 2 do DTM. A Audi, que ainda não tinha vitórias na temporada, terminou no degrau mais alto do pódio com René Rast. Com uma estratégia de parada nos boxes logo no início da prova, o alemão conseguiu administrar o desgaste de pneus e garantir a primeira colocação no circuito holandês de Zandvoort.
 
Paffett, pole-position da prova, teve uma largada muito boa e abriu mais de 1s5 do segundo colocado, Phillip Eng, que também largou na primeira fila. Rast, que iniciou a prova em terceiro, pressionava o inglês para tomar a posição, mas sem sucesso, conduziu o carro para o pit-stop já no fim da primeira volta, juntamente com Nico Müller. Essa foi a estratégia que lhe deu grande vantagem na corrida.
 
Enquanto isso, Daniel Juncadella fazia sua parada na segunda volta e retornava atrás de Rast e à frente de Müller. Eng vivia a pressão de segurar a posição com os ataques de Pascal Wehrlein e Paul Di Resta, que vinham logo atrás para conquistar a posição.
Em estratégia de pneus, Rast garantiu o ritmo para a vitória em Zandvoort (Foto: Audi)
Ao final de cinco voltas, Paffett liderava com cinco segundos de vantagem, mas foi surpreendido pelo ritmo de Rast que vinha logo atrás. Os pneus novos estavam cumprindo o seu papel de aumentar a performance do #33 e, no fim da volta 10, o alemão já fazia seu movimento para assegurar a ponta da segunda corrida.
 
A parada do líder do campeonato também não foi das melhores possíveis. Quando voltou para a pista depois do pit-stop, Paffett estava 2s3 atrás do piloto da Audi e teve que lutar para alcançar a ponta novamente.
 
Diminuindo a distância para 1s6, o piloto da Mercedes viu mais um obstáculo em pista que retardava sua aproximação da posição em que largou. Desta vez, um safety-car causado pela batida de Jamie Green na BMW de Bruno Spengler.
 
Na relargada, Rast liderava Paffett com Di Resta logo atrás, na configuração que se manteria até o fim da prova. Para o restante da corrida, o #33 manteve sempre cerca de 0s5 de diferença. Paffett chegou a diminuir o espaço para 0s4, faltando três voltas para o fim, mas não acompanhou o ritmo da Audi.
 
Augusto Farfus se beneficiou do contato de Wehrlein com Müller, logo após a saída dos boxes, e avançou para tomar as duas posições de uma só vez e receber a bandeira quadriculada em quinto lugar, logo atrás do companheiro de BMW, Eng, que chegou em quarto lugar. 
 
Wehrlein, que largou na quarta posição, chegou apenas em sexto, logo à frente de Müller, em sétimo. O top-10 se completou com Edoardo Mortara na oitava posição, Lucas Auer em nono e Timo Glock fechando os pontos. O piloto foi beneficiado pela troca de pneus durante o safety-car e pode avançar para os pontos em Zandvoort.
René Rast comemora vitória no pódio (Foto: Audi)
Mesmo com a vitória de Rast, Paffett conseguiu anotar mais pontos para sua vantagem no campeonato. O piloto tem agora 148 pontos contra 121 de Di Resta, terceiro colocado na corrida e segundo no campeonato. Glock se mantém na terceira posição da tabela, apenas três pontos à frente de Marco Wittmann.
 
A sexta etapa da temporada do DTM viaja agora para a Inglaterra e acontece nos dias 11 e 12 de agosto, no circuito de Brands Hatch.