DTM

Paffett conquista vitória na corrida 1 em Zandvoort e amplia liderança do campeonato. Farfus é 8º

Na primeira corrida da etapa holandesa do DTM, Gary Paffett encontrou cenário perfeito para ampliar sua liderança no campeonato. O inglês, que largou na pole-position, venceu a prova e abriu 21 pontos de vantagem para Paul Di Resta
Warm Up / Redação GP, de São José dos Campos
 Pódio da corrida 1 em Zandvoort foi dominado pela Mercedes (Foto: AMG Mercedes)

Gary Paffett venceu a corrida 1 da quinta etapa do DTM neste sábado (14), no ensolarado circuito holandês de Zandvoort. O inglês garantiu sua permanência na liderança e aumentou sua vantagem para o segundo colocado, Paul Di Resta, também piloto da Mercedes. Em uma corrida tranquila, Paffett, que largou na pole-position, conseguiu administrar seu ritmo e manter o controle para recuperar a ponta depois do pit-stop. Augusto Farfus, piloto da BMW, foi o oitavo colocado. Paffett tem agora 127 pontos, contra 106 de Di Resta. 
 
As duas primeiras filas eram ocupadas poela Mercedes na largada, mesma configuração que recebeu a bandeira quadriculada. Em um início sem incidentes, Paffett defendeu a pole escoltado por Pascal Wehrlein, Di Resta e Lucas Auer, e manteve a liderança com alguma pressão por parte do alemão que vinha em seguida.
Pódio da corrida 1 em Zandvoort foi dominado pela Mercedes (Foto: AMG Mercedes)
Di Resta foi o primeiro dos ponteiros a parar, na sétima volta, enquanto Jamie Green e Farfus chegaram a se tocaram em busca da 12ª posição. Com a parada nos boxes de Wehrlein, na oitava volta, Paffett ficou livre da pressão que estava sofrendo e voltou ainda à frente, mesmo depois de seu próprio pit.
 
O ex-F1 perdeu cinco segundos nos boxes, o que o deixou atrás, também, de Di Resta no retorno à pista. Com bom ritmo de recuperação, o alemão conseguiu diminuir a diferença para os carros que estavam logo à frente, mas um safety car, causado por Nico Müller, impediu que a busca continuasse em ritmo rápido.
 
A Audi melhor colocada na corrida era justamente pilotada por Müller, quando o suíço bateu nas barreiras de pneus da Gerlachbocht, causando a entrada safety car no circuito. René Rast, também da Audi, não parou durante a primeira meia hora e liderava a prova. Entretanto, Rast não realizou sua parada obrigatória nos boxes durante o período do safety-car, e perdeu virtualmente a liderança, sendo forçado a parar mais tarde que os outros pilotos.
Gary Paffett garantiu vantagem na liderança do campeonato (Foto: AMG Mercedes)
Após o reinício, Rast segurou a ponta, mas fez sua parada na penúltima volta da corrida, e abriu a liderança para Paffett, que tinha Di Resta no encalço, mas conseguiu se manter à frente para ser o primeiro a receber a bandeira quadriculada. Di Resta ainda protagonizou um toque com Wehrlein, que foi ultrapassado por Auer e chegou na quarta colocação. Robin Frijns se aproveitou da parada de Rast e foi o quinto colocado na corrida. 
 
Timo Glock teve a companhia de Marco Wittmann a maior parte da corrida e foi o primeiro das BMW no grid. Glock terminou em sexto, seguido de Wittmann e Farfus, na oitava colocação. O top-10 ficou completo com Jöel Eriksson na nona colocação e Green em décimo.
 
A corrida 2 da quinta etapa do DTM acontece no próximo domingo (15) em Zandvoort.