DTM

Di Resta vence inédita corrida noturna do DTM em Misano e corta para 1 ponto vantagem de líder Paffett

Paul Di Resta triunfou na primeira vez em que o DTM correu de noite: em Misano, o britânico venceu com pontuação máxima e se aproximou de Gary Paffett na disputa pelo título
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Paul Di Resta (Foto: DTM)
Misano recebeu neste sábado (25) a primeira corrida noturna da história do DTM - e Paul Di Resta levou para casa o triunfo, com direito a pontuação máxima, e colocando emoção na disputa do título.

O britânico anotou os 29 pontos possíveis da etapa: além da vitória, fez a pole-position para levar 3 pontos extras.

Desta forma, foi a 176 na classificação, ficando a um de distância de Gary Paffet, o líder, que abandonou em Misano após batida com Edoardo Mortara.

Foi a segunda vitória de Di Resta na temporada - ele também venceu uma das duas corridas na Hungria. Paffett, por sua vez, tem três triunfos.

No domingo, Misano recebe a segunda rodada da etapa, a única do DTM a acontecer na Itália em 2018.
Paul Di Resta (Foto: DTM)
Confira como foi a corrida

Di Resta segurou Paffett e Mortara na largada, após pressão da dupla. Eles seguiram nesta ordem até a volta 7, quando foram aos boxes. Só que, no giro seguinte, o caos: Paffett perdeu o controle do carro em uma curva e foi para o lado esquerdo da pista - onde se encontrava Mortara.

Ele foi atingido e forçado a abandonar a prova. Logo após o safety-car, Di Resta chegou a perder posição para Daniel Juncadella, antes de novo safety-car: René Rast e Jamie Green bateram, tal como Bruno Spengler e Lucas Auer.

Phillip Eng tomou a liderança e chegou a abrir 2s de vantagem sobre Di Resta, mas quando faltavam 10 minutos para o fim da prova, o britânico aproveitou espaço na curva 9 para assumir a liderança e não mais perdê-la.

Mortara foi no embalo do rival e assumiu a segunda colocação, chegou a pressionar Di Resta, mas não conseguiu passar. Na última volta, ele ainda sofreu ultrapassagem de Robert Frijns, que conquistou assim seu primeiro pódio no DTM.

Loic Duval foi quarto, com Nico Müller, Pascal Wehrlein, Timo Glock, Eng, Marco Wittmann e Mike Rockenfeller completando o top-10. O brasileiro Augusto Farfus foi o 11°.