Brasileiro de Turismo
11/06/2017 11:55

Robe passa ‘pesado’ Rimbano no fim, vence de novo em Cascavel e fecha fim de semana perfeito no Brasileiro de Turismo

Gabriel Robe largou da sexta posição por conta da regra do grid invertido, confirmou o grande fim de semana e passou Pietro Rimbano nas voltas finais. O piloto da RKL/Cimed, no entanto, se destacou por sua performance mesmo contando com 70 kg de lastro. Gustavo Frigotto fechou o pódio. Gaetano di Mauro terminou em oitavo e viu a liderança do campeonato passar para as mãos de Rimbano
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Gabriel Robe largou em sexto e escalou o pelotão para vencer neste domingo (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)

Até o fim de semana da etapa de Cascavel do Brasileiro de Turismo, Gabriel Robe ainda não tinha vencido na temporada 2017. Mas o gaúcho de Pelotas triunfou não apenas na corrida do último sábado, mas também da manhã deste domingo (11) no Autódromo Zilmar Beux. 
 
Depois de ter largado em sexto lugar por conta da regra do grid invertido em relação à corrida 1, o piloto da Motortech teve uma tocada segura e aproveitou o momento certo para ultrapassar o ‘pesado’ Pietro Rimbano, que largou na pole e tentou até o fim se segurar na frente mesmo com 70 kg de lastro de performance. Mas Robe fez a ultrapassagem nas voltas finais e garantiu um fim de semana perfeito em Cascavel.
 
Gustavo Frigotto, outro que teve um bom fim de semana, garantiu o terceiro lugar, à frente de Giulio Borlenghi, enquanto Gustavo Myasava, piloto da casa, completou o pódio em Cascavel. Gaetano di Mauro bem que tentou se recuperar na corrida, largou em 11º e terminou em oitavo, mas no fim das contas viu Rimbano assumir a liderança do campeonato.

A próxima etapa da temporada 2017 acontece no mesmo fim de semana da Corrida do Milhão da Stock Car: entre 1º e 2 de julho no Autódromo Internacional de Curitiba.
Gabriel Robe fechou um fim de semana perfeito com a vitória em Cascavel (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
Saiba como foi a corrida 2 do Brasileiro de Turismo em Cascavel:
 
Rimbano largou na pole em razão da regra do grid invertido em relação à corrida 1 em Cascavel. Mas o piloto da RKL/Cimed tinha uma questão a resolver: os 70 kg de lastro. Mas Gaetano di Mauro teve de largar em 11º em razão do abandono no sábado, o que poderia se tornar uma vantagem a Pietro.
 
Na largada, Rimbano conseguiu segurar a pressão do seu companheiro de equipe, Gustavo Frigotto, que largou em segundo, e sustentou a liderança após a passagem no Bacião, com o cascavelense Gustavo Myasava em terceiro. Edson Coelho vinha em quarto, enquanto o vencedor do sábado, Gabriel Robe, fechava o top-5.
 
Di Mauro buscava se recuperar e ganhar terreno mesmo com 80 kg de lastro do seu carro. O piloto da W2/Shell Racing já aparecia em nono após duas voltas completadas. Mas o jovem perdeu o controle do seu carro #11 na saída da curva do Bacião, passou pela grama e tocou no guard-rail. Ao mesmo tempo, Dudu Taurisano ficava com o carro parado no meio da pista, o que forçou a direção de prova a acionar o safety-car.
 
Na relargada, Milani, que vinha em sexto, errou na saída do Bacião e perdeu muitas posições, caindo para o fim do grid. Rimbano segurou a liderança, mas era seguido de perto por Frigotto e Myasava. Mas quem estava em grande forma era Robe, que subia para terceiro pouco depois enquanto Matheus Muniz escapava da pista após uma disputa por posição com Gaetano di Mauro e Raphael Reis.
 
Rimbano tentava abrir vantagem na liderança, mas Frigotto era muito pressionado por Robe, que quase fez a ultrapassagem. Mas Gustavo abriu o rol dos pilotos que aproveitaram a janela aberta e entrou nos pits para fazer a parada obrigatória. O que se viu em seguida foi quase um engarrafamento no pit-lane de Cascavel.
 

Após as paradas, Robe ganhou a posição de Frigotto, mas Rimbano manteve a liderança da prova e até abriu vantagem perante o segundo colocado quando restavam pouco menos de dez minutos para a bandeirada final. Frigotto, por sua vez, passou a lidar com o forte ritmo de Giulio Borlenghi, da Full Time, que tratou de pressionar o paranaense por um lugar no top-3.
 
Nas últimas voltas, Robe apertou o cerco para lutar de vez pela vitória contra Rimbano, que tinha de conviver com o peso extra no seu carro. Até que, na penúltima volta, o gaúcho conseguiu fazer a ultrapassagem e tomou a liderança para não mais perdê-la, conquistando assim a segunda vitória no fim de semana. Mas Rimbano se destacou com uma grande pilotagem e superou e muito as condições adversas para finalizar em segundo lugar.
A NOVA F1 SE APROXIMA MAIS DA INDY. E ÁUDIO EM MÔNACO É PROVA