Brasileiro de Turismo

Frigotto herda vitória após punições a Rimbano e Milani em Santa Cruz do Sul e Di Mauro retoma liderança da temporada

Na revisão dos resultados da segunda corrida do fim de semana em Santa Cruz do Sul, Pietro Rimbano e Luca Milani, primeiro e segundo colocados, foram punidos em 20s no tempo de prova. Assim, a vitória ficou, pela primeira vez no Brasileiro de Turismo, com Gustavo Frigotto. E Gaetano di Mauro acabou retomando a liderança do campeonato
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Gustavo Frigotto em Santa Cruz do Sul (Foto: Rodrigo Guimarães)
 

Além da Stock Car, o Brasileiro de Turismo também viu uma reviravolta no resultado da sua corrida 2 em Santa Cruz do Sul. Tanto o vencedor, Pietro Rimbano, como o segundo colocado, Luca Milani, foram punidos horas depois do desfecho da rodada dupla, na manhã do último domingo (21). As sanções resultaram em uma grande mexida na ordem da prova, que teve a vitória herdada por Gustavo Frigotto. 
 
Ainda que não tivesse subido ao topo do pódio, foi a primeira vitória do piloto paranaense da RKL na categoria de acesso à Stock Car. A mudança também gerou alterações na tabela do campeonato, que voltou a ter Gaetano di Mauro na liderança.
 
Pela manhã, Rimbano comemorou muito a vitória, que veio na esteira de uma intensa luta contra Luca Milani, que triunfou em Santa Cruz do Sul no último sábado. No entanto, os comissários de prova entenderam que o processo de pit-stop obrigatório dos dois foi feito de forma irregular, sem o encaixe do tanque de combustível no bocal. Assim, os dois pilotos foram punidos. 
Gustavo Frigotto herdou a vitória na corrida 2 em Santa Cruz do Sul (Foto: Rodrigo Guimarães)
Rimbano caiu para sétimo, enquanto Milani ficou logo atrás. Com a reviravolta dos resultados, Frigotto foi declarado como o novo vencedor, com Di Mauro em segundo lugar e Matheus Muniz, da Motortech, fechando o top-3. Gabriel Robe, vice-campeão em 2016, subiu para a quarta posição, enquanto Giulio Borlenghi completou a lista dos cinco primeiros, à frente do mineiro Edson Coelho.
 
No campeonato, a batalha ficou assim: Di Mauro, que havia perdido a liderança do campeonato para Rimbano no último sábado, voltou à liderança do campeonato e agora soma 49 pontos, contra 40 do piloto da RKL/Cimed. O grande vencedor do fim de semana foi Frigotto, que somou 36 pontos em Santa Cruz do Sul e agora ocupa o terceiro lugar, com 39 pontos, seguido por Borlenghi, com 36, e Luca Milani e Matheus Muniz, empatados com 31 — Milani tem a vantagem de ter uma vitória no campeonato, obtida no fim de semana.
 
Assim, os quatro primeiros colocados vão correr com lastro de performance na próxima etapa do campeonato, marcada para Cascavel, em 11 de junho. Di Mauro vai manter os 80 kg que correu no último fim de semana; Rimbano vai ter 70 kg em seu carro, enquanto Frigotto terá 60 kg. Borlenghi vai contar com um lastro de 50 kg.
 

Gaetano, membro da Academia Shell Racing, festejou a retomada da liderança do campeonato neste fim de semana. "Foi um fim de semana positivo. Ontem infelizmente aconteceu aquele imprevisto, mas corrida é assim. O que valeu na corrida de hoje foi a pontuação, para o campeonato é muito. Só dá força para a gente trabalhar e vir com tudo nas próximas etapas. A equipe está fazendo um ótimo trabalho, está me proporcionando um bom carro, vamos tentar ganhar várias até o fim do ano", comentou o jovem de 19 anos.
 
E Frigotto, mesmo não sendo do jeito que gostaria, na pista, comemorou a sua primeira vitória no Brasileiro de Turismo. “Finalmente conquistei a minha primeira vitória na categoria depois de tanto bater na trave. Infelizmente não foi do jeito que eu esperava, já que alguns oponentes foram punidos por itens bastante peculiares do regulamento do campeonato. Parabenizo a equipe que a mereceu. De certa forma o resultado conquistado na segunda corrida compensa o esforço, a recuperação e o primeiro lugar que nos foi tirado na corrida de sábado”, disse o piloto nesta segunda-feira.
 
MENINO THOMAS MOSTRA LADO HUMANO DA F1 E AQUECE ATÉ CORAÇÃO DO ‘HOMEM DE GELO’ RÄIKKÖNEN