Brasileiro de Turismo
01/07/2017 16:24

Em prova marcada por incêndio, Myasava passa Reis e vence pela primeira vez no Brasileiro de Turismo em Curitiba

O cascavelense Gustavo Myasava venceu pela primeira vez na categoria de acesso à Stock Car neste sábado depois de contar com o botão de ultrapassagem para superar o pole Raphael Reis. A prova foi marcada por um incêndio no carro de Gustavo Frigotto, que não sofreu maiores ferimentos
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Gustavo Myasava venceu sua primeira corrida no Brasileiro de Turismo (Foto: Fábio Davini/Vicar)

O sábado (1) do Brasileiro de Turismo em Curitiba começou sorridente para Raphael Reis, mas quem riu por último foi Gustavo Myasava. O cascavelense conquistou sua primeira vitória na categoria de acesso à Stock Car depois de contar com o botão de ultrapassagem para passar o pole-position da corrida 1 do fim de semana. Luca Milani terminou em terceiro lugar, seguido pelo experiente Marco Cozzi e Pietro Rimbano, que segue na liderança do campeonato. Gaetano di Mauro finalizou em sexto na prova que terminou sob regime de safety-car por conta de um incêndio no carro do paranaense Gustavo Frigotto. Por sorte, o piloto da RKL escapou ileso.
 
Saiba como foi a corrida 1 do Brasileiro de Turismo em Curitiba
 
Com Raphael Reis na pole e Gaetano di Mauro em segundo, a largada em Curitiba foi complicada, como sempre é, sobretudo no S logo após à reta dos boxes, com pilotos como Gabriel Robe e Mateus Muniz ficando para trás. Lukas Moraes, que largou em terceiro, perdeu muitas posições e caiu para o pelotão intermediário. De volta ao grid do Brasileiro de Turismo, Vitor Baptista pulou de sétimo para quarto na largada, atrás de Reis, Di Mauro e Gustavo Myasava.
 
No fim da segunda volta, Pedro Saderi, de volta à categoria pela MRF Motorsport, rodou na última curva e ficou atolado na briga, causando o primeiro safety-car da prova. A relargada foi na sexta volta, que reservou um incidente que envolveu Di Mauro e Baptista, que ficou pelo caminho no S após a reta dos boxes. Sem Gaetano por perto, Reis tinha mais tranquilidade na liderança, com Myasava em segundo, à frente de Marco Cozzi e Pietro Rimbano.
Gustavo Myasava venceu sua primeira corrida no Brasileiro de Turismo (Foto: Fábio Davini/Vicar)
Reis buscava abrir vantagem, mas Myasava não desistia de lutar pela vitória. Cozzi, Rimbano e Milani eram parte do segundo pelotão, enquanto Moraes perdia posições e caía para nono. E Di Mauro, que buscava a recuperação e andava em 14º lugar, era o primeiro a entrar nos boxes para cumprir o pit-stop obrigatório.
 
Dentre os líderes, Reis parou antes de Myasava e, após as paradas, conseguiu manter a liderança, ainda que com margem muito pequena. A batalha pela vitória era, definitivamente, uma briga entre os dois. O cascavelense aproveitou o uso do push-to-pass para fazer a ultrapassagem no fim da 16ª volta na entrada da reta dos boxes.
O estado do carro de Gustavo Frigotto após o incêndio em Curitiba (Foto: Rodrigo Guimarães)
O safety-car foi acionado novamente depois de Giulio Borlenghi ficar parado na pista na última curva de Curitiba, quando estava em sexto lugar. Gustavo Frigotto também se arrastava na pista por conta de um pneu furado, espalhando muitos detritos de borracha da pista.
 

Apostando no término da corrida com bandeira amarela, Frigotto seguiu com seu carro na pista andando com a roda dianteira direita sem pneu. Com todo o atrito em relação ao solo, o carro começou a pegar fogo no assoalho, tornando mais difícil e até perigosa a condição do paranaense. Depois de algum tempo, Gustavo encostou na grama com o carro em chamas, e o resgate entrou em ação para tentar conter o incêndio.
 
Na volta seguinte, a direção de prova determinou o fim da corrida sob regime de safety-car, e isso confirmou a vitória de Myasava, a primeira dele no Brasileiro de Turismo, com Reis em segundo e Milani em terceiro. Cozzi finalizou em quarto e Rimbano, mesmo com 80 kg de lastro, conseguiu terminar em quinto lugar. A largada da corrida 2 acontece neste domingo, às 8h (horário de Brasília).
POLÊMICA MOSTRA QUE VETTEL PISOU NA BOLA E HAMILTON FOI MALANDRO EM BAKU