Brasileiro de Turismo

Em ano de estreia no Brasileiro de Turismo, Di Mauro chega a Interlagos na luta pelo título e avisa: “Minha estratégia é a vitória”

Dono de duas vitórias e um total de seis pódios no seu ano de debute pela categoria de acesso à Stock Car, Gaetano di Mauro chega à decisão do título em Interlagos com a chance de levar novamente a Academia Shell Racing ao topo do pódio. Mas o paulista de 20 anos sabe que sua missão é complicada: Gabriel Robe tem 34 pontos à frente. Assim, Gaetano precisa vencer e torcer para o gaúcho finalizar de décimo para trás
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Gaetano di Mauro brilhou na sua estreia pelo Brasileiro de Turismo (Foto: José Mário Dias/Shell Racing)

Interlagos vai ser palco de muitas decisões neste fim de semana. Além da Stock Car, que vai definir seu campeão na disputa entre Daniel Serra e Thiago Camilo, as outras categorias que fazem parte do ‘guarda-chuva’ da Vicar também vão definir os novos detentores dos títulos no Brasileiro de Marcas, Mercedes-Benz Challenge e no Brasileiro de Turismo. Na categoria de acesso à Stock Car, quatro pilotos chegam com chances de título na última prova do campeonato, que vai distribuir pontos em dobro, no próximo domingo (10): além do líder, Gabriel Robe, Gaetano di Mauro, Raphael Reis e Gustavo Frigotto podem deixar São Paulo com a taça de campeão.
 
Piloto da Academia Shell Racing, Di Mauro viveu um bom ano de estreia no Brasileiro de Turismo. Ao lado de Robe, Gaetano subiu ao pódio em seis oportunidades, vencendo duas provas do campeonato: em Goiânia e Curitiba. Mas Robe é quem chega com maior vantagem na luta pelo título com 154 pontos, contra 120 de Di Mauro. Assim, as possibilidades são naturalmente maiores para o gaúcho de Pelotas, que nem precisa vencer para ser campeão. Para chegar ao título, Gaetano precisa vencer e torcer para Robe chegar de décimo para trás.
 
Templo do automobilismo e casa da maior parte dos pilotos do grid, Interlagos só vai receber o Brasileiro de Turismo na temporada neste fim de semana. De modo que não apenas Di Mauro, como Vitor Baptista, também piloto da Academia Shell Racing e igualmente debutante na categoria, vão ter pela frente uma jornada fundamental para entender o comportamento do carro ao longo do circuito de 4.309 m de extensão antes da disputa da prova. 
Gaetano chega a Interlagos com chances de título no Brasileiro de Turismo (Foto: Fábio Davini/Vicar)
Diferente das rodadas duplas que fizeram a maior parte da temporada, em Interlagos os pilotos vão ter apenas uma corrida pela frente, de modo que não haverá espaço para erros e chance de se recuperar numa segunda disputa.
 
No caso de Gaetano, há ainda outro fator complicador: o lastro de performance de 70 kg que vai levar ao longo do fim de semana por conta d sua posição de vice-líder do campeonato. Apenas Robe, o líder, vai correr com carro mais pesado que Di Mauro: 80 kg de lastro.
 
Assim, Gaetano sabe que para levar o título não basta apenas torcer para um revés do seu adversário: é vencer ou vencer. “Minha estratégia é a vitória. O que vai acontecer vai depender de outros resultados, mas o foco é ganhar a prova. Meu maior adversário será eu mesmo, buscar meu melhor para vencer a prova e ter chances de título, não pensando nos concorrentes”, destacou.
No seu primeiro ano na Academia Shell Racing no Brasileiro de Turismo, Baptista busca fechar no top-5 (Foto: Victor Eleuterio)
“Andei com lastro desde a primeira corrida. Minha equipe e a Academia Shell Racing se dedicaram muito e vou com todas as minhas forças em busca do título”, acrescentou Di Mauro, dono do carro #11.
 
Baptista, que voltou do automobilismo europeu nesta temporada, ocupa a décima colocação no campeonato e soma 82 pontos, tendo a chance de subir para o top-5 graças à pontuação dobrada em Interlagos, um circuito em que o piloto não acelera há algum tempo.
 

“Faz um tempão que não ando em Interlagos. A última vez foi em 2014 numa corrida de F3, e foi a única experiência que eu tive no circuito. Mas estou confiante, estamos acertando o carro durante todo o ano, é a última corrida da temporada, então vamos apostar tudo que temos para terminar o ano com uma vitória e garantir a confiança para o ano que vem. Vai ser um fim de semana movimentado, todos os pilotos vão estar com muita vontade, então erros podem acontecer”, disse o jovem de 19 anos.
 
O cronograma de atividades do Brasileiro de Turismo prevê a realização de treinos livres na sexta-feira e no sábado, dia que também vai definir o grid de largada da grande decisão. A corrida final da temporada está marcada para 11h30 (horário de Brasília) de domingo e vai contar com transmissão ao vivo pelo canal por assinatura SporTV 2.
FIM DE UMA GERAÇÃO

GIAFFONE: “BRASIL TEVE SORTE POR TER PILOTOS POR TANTO TEMPO NA F1”