Brasileiro de Marcas

Temporal leva direção de prova a antecipar fim da corrida 1 do Brasileiro de Marcas em Tarumã. Boesel vence de ponta a ponta

Marcada por uma série de incidentes, sobretudo na veloz e desafiadora curva 1, a primeira corrida do fim de semana do Brasileiro de Marcas terminou com Pedro Boesel como vencedor. Felipe Tozzo e Vicente Orige completaram o pódio. O temporal que desabou em Tarumã fez com que a prova tivesse uma longa bandeira vermelha e fosse encerrada sob regime de safety-car
Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
 Festa para Pedro Boesel em meio a um pódio todo da JLM no Brasileiro de Marcas em Tarumã (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)

A chuva que ameaçou dar as caras no treino classificatório da Stock Car em Tarumã apareceu com tudo mesmo na primeira corrida do fim de semana do Brasileiro de Marcas, realizado na tarde deste sábado (21). É verdade que até segundos depois da largada o que predominava era uma fina garoa, mas o temporal despencou de vez e tornou a corrida caótica, quase impraticável. Apenas oito carros cruzaram a linha de chegada após 11 voltas após a direção de prova determinar o fim da disputa sob regime de safety-car. O vencedor foi Pedro Boesel, com um Chevrolet Cruze da equipe JLM.
 
Boesel venceu de ponta a ponta depois de ter largado na pole-position. Aliás, os três primeiros colocados do grid também formaram o top-3 da prova em um sábado encharcado, mas de muito sucesso para a JLM, que também emplacou pódio com Felipe Tozzo e Vicente Orige, segundo e terceiro, respectivamente.
 
Logo no início, Márcio Basso e Patrick Choate perderam o controle dos seus carros e bateram na barreira de pneus. Basso, companheiro de equipe de Nonô Figueiredo, ainda conseguiu retomar à disputa. Em seguida, a pista traiçoeira fez mais vítimas: Alexandre Andrade, que fez sua estreia no Brasileiro de Marcas neste fim de semana, e Enrico Bucci enfrentaram problemas e também ficaram pelo caminho. 
Trinca da Chevrolet debaixo de muita chuva neste sábado em Tarumã (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
No começo, a direção de prova optou pelo safety-car, mas a situação crítica resultou na interrupção da corrida com bandeira vermelha. 
 
Restando pouco mais de dez minutos para o fim da prova, o safety-car voltou a acelerar e puxou o pelotão reduzido, de apenas oito carros. Eram nove, na verdade, mas Márcio Basso teve problemas com seu Chevrolet Cruze e ficou parado no meio da pista.
 
Com 11 voltas completadas, a direção de prova viu que não havia alternativas e optou por encerrar a corrida. Pedro Boesel, que largou na pole, venceu de ponta a ponta, com Felipe Tozzo em segundo e Vicente Orige fechando o top-3. Thiago Klein foi o quarto, seguido por Thiago Marques. Líder do campeonato, Nonô Figueiredo terminou em oitavo lugar.
Pedro Boesel festeja a vitória na caótica corrida deste sábado em Tarumã (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Na classe Trophy, destinada aos pilotos novatos do Brasileiro de Marcas, Odair dos Santos venceu, com Enrico Bucci e Márcio Basso completando o pódio.
 
Por conta do regulamento do grid invertido, o pole-position da corrida 1, que acontece neste domingo a partir de 8h10 (com transmissão do canal EI Maxx 2), vai ser o líder do campeonato, Nonô Figueiredo, dividindo a primeira fila com Odair dos Santos. Em contrapartida, o vencedor da prova deste chuvoso sábado vai partir do oitavo lugar no grid.
RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO