Brasileiro de Marcas

Orige larga na pole, triunfa em duelo com campeão Nonô e vence corrida de abertura do Brasileiro de Marcas no Velopark

A prova que abriu a temporada 2017 do Brasileiro de Marcas contou com 13 carros e teve um duelo entre dois Chevrolet Cruze. Nonô Figueiredo tentou do início ao fim, mas não resistiu ao melhor desempenho de Vicente Orige, que fez sua primeira corrida pela marca norte-americana. Thiago Marques, de Toyota Corolla, completou o pódio
Warm Up, do Velopark / FERNANDO SILVA, do Velopark
 Vicente Orige comemora a vitória na etapa de abertura do Brasileiro de Marcas (Foto: Duda Bairros/Vicar)
 

Vicente Orige e Nonô Figueiredo foram os protagonistas da primeira corrida da temporada 2017 do Brasileiro de Marcas. A prova, que aconteceu na manhã deste sábado (22) no circuito do Velopark, em Nova Santa Rita — Região Metropolitana de Porto Alegre. Orige largou na pole-position com seu Chevrolet Cruze — depois de correr nos últimos anos com Honda Civic. Com a saída da montadora japonesa, o piloto migrou para a marca norte-americana e começou bem sua nova trajetória na categoria ao bater ninguém menos que o campeão, Nonô Figueiredo.
 
Os dois travaram um duelo que durou praticamente toda a prova. A diferença final denota bem o que foi a disputa: Orige, da JLM Racing, venceu com apenas 0s603 de vantagem para Nonô, que corre por equipe própria, a Onze Motorsports. 
 
Thiago Marques completou o pódio com seu Toyota Corolla. O paranaense teve uma corrida sólida e, se não chegou a batalhar pela vitória ou pelas primeiras posições, ao menos se sustentou bem para garantir mais um troféu na sua carreira.
Pódio do Brasileiro de Marcas nesta manhã no Velopark (Foto: Duda Bairros/Vicar)
“Desenvolvemos bem o carro, andamos sempre na frente durante os treinos e, assim como no classificatório, o carro estava bem regular na corrida. Não consegui abrir muito do Nonô Figueiredo, mas consegui controlar a pressão. A equipe está de parabéns”, comemorou Orige, que teve seu início de trajetória no automobilismo no rali.
 
Com a vitória, Orige vai largar da oitava posição e, também de acordo com as regras, vai partir com 80 kg de lastro. “O equilíbrio do carro muda um pouco. Mas vamos fazer algumas mudanças para conseguir uma boa colocação e deixar o Velopark na liderança”, acrescentou o vencedor do dia.
 
Nonô Figueiredo teve um início de temporada bastante promissor se for levado em conta o fim de semana complicado. “A expectativa de como o carro se comportaria era muito grande. Esse processo de montar o carro não é simples, fizemos só um treino e estava preocupado com a confiabilidade do carro na primeira corrida, e esse foi o nosso foco”, destacou o veterano e atual campeão do Brasileiro de Marcas.
 
“Tentei pressionar o Vicente para ver se ele facilitava a ultrapassagem, mas ele pilotou muito bem. Não podíamos pensar em um começo de ano melhor”, comemorou o piloto do carro #11.
Vicente Orige venceu a disputa com Nonô nesta manhã de sábado no Velopark (Foto: Fábio Davini/Vicar)
Pedro Boesel, também com Chevrolet Cruze, finalizou em quarto lugar a prova, a 24s612 do vencedor. Enzo Bortoleto foi o melhor colocado com Ford Focus, fechando a corrida em quinto, à frente de Renan Guerra, que se destacou nos treinos, mas não conseguiu repetir o mesmo desempenho na corrida. Outro Chevrolet Cruze, o de Carlos Souza, finalizou em sétimo, com Felipe Tozzo em oitavo, este de Toyota Corolla. Márcio Basso, companheiro de equipe de Nonô na Onze, garantiu o nono lugar, com Roberto Hofig em décimo.
 

A prova não teve a presença de nenhum Renault Fluence, embora as bandeiras da marca francesa ainda estejam junto com as outras no paddock do Velopark. 13 carros participaram da corrida, com Enrico Bucci e Odair dos Santos abandonando antes da bandeirada final.
 
A corrida 2 da etapa do Velopark, que vai contar com Felipe Tozzo na pole-position, tem largada prevista para 10h (horário de Brasília) deste domingo, com transmissão ao vivo pelo canal por assinatura EI MAXX 2.
 

PADDOCK GP #74 DEBATE: QUAIS OS PILOTOS COM POTENCIAL DE FUTURO CAMPEÃO MUNDIAL DE F1?