Brasileiro de Marcas
08/04/2018 15:10

Orige deixa revés no passado e lidera quadra da Chevrolet na corrida 2 do Brasileiro de Marcas em Curitiba

Desta vez, não houve qualquer tipo de problema. Campeão da temporada 2017, Vicente Orige confirmou o favoritismo e venceu com tranquilidade a segunda prova do fim de semana em Curitiba. A prova teve um grid reforçado em relação aos treinos de sexta-feira: 11 carros
Warm Up, de Curitiba / FERNANDO SILVA, de Curitiba
 Vicente Orige foi o mais rápido nesta sexta-feira esvaziada do Brasileiro de Marcas (Foto: Duda Bairros/Vicar)

O azar de Vicente Orige ficou mesmo no sábado. Depois de perder uma vitória praticamente certa em razão de uma pane no seu Chevrolet Cruze, a sorte voltou a sorrir para o atual campeão do Brasileiro de Marcas. Com mais uma performance contundente, o catarinense não teve dificuldades para vencer a primeira na temporada 2018 nesta tarde de domingo (8) em Curitiba. E com direito a quadra da Chevrolet, a marca dominante da categoria nos últimos anos e vencedora das duas corridas do fim de semana.
 
Depois de um fim de semana que começou com seis carros nos primeiros treinos livres, o domingo encerrou com 11 pilotos alinhando no grid, dentre eles André Bragantini, reconhecido como um dos melhores pilotos de carros de tração dianteira no Brasil.
Apenas na largada Vicente Orige se viu ameaçado por outros pilotos em Curitiba (Foto: Duda Bairros/Vicar/Vipcomm)
Orige não foi desafiado em momento algum na corrida, ‘nadando’ de braçada do início ao fim das 18 voltas completadas em Curitiba. O catarinense completou a disputa com 12s305 de frente para um dos seus companheiros na equipe JLM. Márcio Basso terminou em segundo, enquanto Raphael Campos terminou no pódio. E é Campos, na esteira da vitória conquistada no sábado, o curitibano de 23 anos encerra a primeira rodada dupla do ano como líder do campeonato.
 
Guilherme Reischl, um dos novatos do grid, foi o quarto colocado, também de Chevrolet Cruze da JLM, e só depois veio o restante do grupo. Roberto Hofig, com um Ford Focus da Desenfreados Racing, garantiu o quinto lugar e também foi o último dentre os pilotos que completaram a prova. Enrico Bucci, por exemplo, se colocou em sexto no geral, mas abandonou depois de apenas sete voltas.
 
A classificação do Brasileiro de Marcas após duas corridas tem Campos com 41 pontos, seguido por Basso, com 36. Orige está um ponto atrás de Márcio, enquanto Reischl é o quarto, com 34. Hofig completa a relação dos cinco primeiros e tem agora 28.
 
Enquanto a Stock Light faz uma pausa e só volta dentro de um mês em Londrina, o Brasileiro de Marcas segue com a Stock Car e a Super Fórmula Brasil para o autódromo do Velopark, na região metropolitana de Porto Alegre, dentro de duas semanas.
CEDO DEMAIS?

ALONSO ENTRA NO ‘MODO EMPOLGOU’ ANTES DO TEMPO